Projeto pesquisa submetido à chamada pública FAPESC Nº 01/2014 - Programa Universal aprovado em 2015.

 

Coordenadores do projeto: Mara Lúcia Figueiredo (UNIFEBE), Ricardo Marcelo de Menezes (UNOESC), Carlos Renato Carola (UNESC), Lucia Ceccato de Lima (UNIPLAC), Antonio Fernando Silveira Guerra (UNIVALI), Isabel Cristina da Cunha (UDESC), Cheila da Silva dos Passos Carneiro (UNIDAVI), Fatima Elizabeti Marcomin (UNISUL).

 

RESUMO: Este projeto tem como objetivo geral contribuir com as Políticas de ambientalização e sustentabilidade na Educação Superior em Santa Catarina, identificando indícios, elaborando subsídios e estratégias aplicáveis ao ensino, pesquisa, extensão e gestão ambiental nas Instituições de Educação Superior (IES). A pesquisa será desenvolvida de forma concomitante por equipes de pesquisadores (as) de oito Instituições de Educação Superior (IES), uma pública e sete comunitárias, localizadas em cinco mesorregiões de Santa Catarina. Como objetivos específicos, pretende averiguar o estágio do processo de ambientalização e sustentabilidade de cada IES; identificar indícios de ambientalização, a partir da análise dos documentos institucionais (PDI, PPI) e curriculares (PPC e planos de ensino das disciplinas de graduação nas IES); elaborar subsídios e propor estratégias, ações e práticas sustentáveis inovadoras e de responsabilidade socioambiental, aplicáveis às IES, no âmbito do ensino, pesquisa, extensão e gestão ambiental dos campi universitários; fortalecer a parceria, integração e colaboração entre pesquisadores das IES participantes em torno da consolidação de Políticas de ambientalização e sustentabilidade no âmbito das IES participantes; criar uma rede temática de ambientalização e sustentabilidade vinculada à Rede Sul Brasileira de Educação Ambiental - REASul, para fortalecer a integração e colaboração com pesquisadores nacionais e da Red de Indicadores de Sostenibilidad en las Universidades (RISU), vinculada à Alianza de Redes Iberoamericanas de Universidades por la Sustentabilidad y el Ambiente (ARIUSA). A abordagem metodológica caracteriza-se pelo enfoque quanti-qualitativo com base na pesquisa-ação participante (THIOLLENT, 2008; HAGUETTE, 2003) e o uso de técnicas de análise documental e de Análise de Conteúdo (BARDIN, 2008; FRANCO, 2008). Complementar à análise documental, serão aplicados questionários em formulário on-line, e realizadas entrevistas semiestruturadas (SZYMANSKI, 2002). Os resultados serão utilizados para propor estratégias de ambientalização curricular nos cursos de graduação, ações e práticas sustentáveis inovadoras e de responsabilidade socioambiental que possam contribuir para criar, implementar, avaliar ou aperfeiçoar Políticas de ambientalização e sustentabilidade nas IES. A avaliação e socialização dos resultados dar-se-á por meio da realização de três workshops e um Seminário final. Também será organizada uma publicação no formato de livro, e a produção de artigos para apresentação em eventos acadêmicos e publicação em periódicos nacionais.

Projeto de Iniciação Científica – ProBIC, Bolsista: Gabriela Marques Batista, Orientador: Antonio Fernando Silveira Guerra.

 

Este projeto está vinculado a uma das etapas de um projeto financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC), e desenvolvido em sete universidades comunitárias e uma pública que tem por finalidades contribuir com as políticas de ambientalização e responsabilidade socioambiental na Educação Superior em Santa Catarina, identificando indícios, elaborando subsídios e estratégias aplicáveis ao ensino, pesquisa, extensão e gestão nas Instituições de Educação Superior (IES). Nesse sentido o presente projeto de iniciação científica - ProBIC tem como objetivo geral mapear indícios de ambientalização e responsabilidade socioambiental em documentos institucionais e curriculares da Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI, em quatro dimensões inter-relacionadas: gestão institucional, currículo, pesquisa e extensão. O prazo de execução desse projeto vai de Agosto de 2016 á Julho de 2017.

Instituição: UNIPLAC

 

Descrição: Trata-se de um projeto Institucional em atendimento à Resolução de Nº 2/2012 do Conselho Nacional de Educação (CNEA Conselho Pleno) estabelecendo Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental (EA). Essas Diretrizes determinam que os sistemas de ensino devem promover as condições para que suas instituições educacionais levem a EA para os currículos dos Cursos que oferecem.Trata-se de uma pesquisação que visa conhecer as possibilidades de implantação desse programa na Universidade.

Projeto de Iniciação Cientifica Art.171. Coordenadora: Mara Lucia Figueiredo. Orientador: Antônio Fernando Silveira Guerra. Bolsista: Diego Novak. Realizado entre julho de 2015 a junho de 2017. Órgão financiador: FUMDES/FAPESC

 

RESUMO: Este projeto está vinculado a uma das etapas de um projeto financiado pela FAPESC, e desenvolvido em sete universidades comunitárias e uma pública que tem por objetivo geral contribuir com as políticas de ambientalização e sustentabilidade na Educação Superior em Santa Catarina, identificando indícios, elaborando subsídios e estratégias aplicáveis ao ensino, pesquisa, extensão e gestão ambiental nas Instituições de Educação Superior (IES). Nesse sentido o presente projeto de iniciação científica tem como objetivos verificar evidências no processo de ambientalização e transição para a sustentabilidade que está em andamento na Universidade do Vale do Itajaí - Univali; mapear indícios de ambientalização, a partir da análise dos documentos institucionais (PDI, PPI) e curriculares (PPC e planos de ensino das disciplinas de graduação na universidade. A abordagem metodológica caracteriza-se pelo enfoque quanti-qualitativo com base na pesquisa-ação participante (THIOLLENT, 2008; HAGUETTE, 2003) e o uso de técnicas de análise documental e de Análise de Conteúdo (BARDIN, 2008; FRANCO, 2008). Os resultados serão utilizados para avaliar o processo em andamento e propor estratégias de ambientalização, ações e práticas sustentáveis inovadoras e de responsabilidade socioambiental que possam contribuir para criar, implementar, avaliar ou aperfeiçoar políticas de ambientalização e sustentabilidade nas IES. Entre as possibilidades decorrentes do projeto a que esta pesquisa está vinculada, destacam-se a constituição e fortalecimento de um grupo de trabalho interinstitucional no âmbito das IES do sistema ACAFE e a geração de subsídios para a elaboração ou fortalecimento de políticas de sustentabilidade e responsabilidade socioambiental nas universidades.

Instituição: UNIPLAC

 

Descrição: Essa pesquisa visa relacionar duas categorias complexas e inovadoras para a atualização do conhecimento na Universidade: ambientalização curricular e educação para a inteireza. Essa temática é fundamental face à condição de extrema relevância a ser investigada e intensificada no Brasil, haja vista todas as responsabilidades inerentes as IES.

 

Integrantes: Marina Patrício de Arruda - Coordenador / Lucia Ceccato de Lima - Integrante / Izabel Cristina Feijó de Andrade - Integrante / Karolyne Magno dos Santos Silva, - Integrante / Anne Caroline Klaar - Integrante / Syandra Varela - Integrante / Maria Alice Baggio - Integrante.

© RASES - Rede de Ambientalização e Sustentabilidade na Educação Superior

Desenvolvido por Dextak